"Um corpo sem alma é como um disco de vinil que não toca ..."

"O jornalista fere no peito o escritor. O escritor repele o jornalista, por esmagá-lo, por obrigá-lo a renascer quase sempre de um mesmo patamar. Feliz daquele que, nesse embate, consegue servir, e bem, aos seus dois senhores..."

Política. Música. Música. Vida. Rock. Cinema. Cultura.

sábado, 19 de agosto de 2006

Porta-retrato



Arte by Man Ray

Porque me olhas assim com este olhar pálido de porta-retrato?
Retrato que olha e observa e enxerga tudo ali parado, no retrato da porta morta pelo fogo.

Me chamas assim pelo nome mesmo. Chamas?
Só se for a do fogo que destruiu os barracos que vi. Vi?
Vi ali no chão retratado as marcas do estrago
que o fogo fez nos porta-retratos queimados no asfalto.

6 comentários:

Babi disse...

Não comento mas estou sempre por aqui

Vanycentrismo disse...

Por que me olhas assim?
Aprisionar o tempo, expô-lo para poder sempre revivê-lo. Quase que guardar a felicidade para nunca perdê-la...
Que dor ao vê-lo no asfalto... que embora quente é extremamente frio... Que dor ao ver queimar no frio as recordações de momentos que queria que fossem eternos...

Bela alegoria!!!!

Fernanda disse...

Muito bom!!!

Cristiano Contreiras disse...

Vejo somente a alma do ser. Pura alma.

Marcela Bertoletti disse...

Oi!
Nossa amei seu blog!
Vc escreve de um jeito que prende, e os seus textos sao daqueles, que le-se e depois os olhos fogem da tela para continuar lendo...
Muito bom, virei sempre

Beijos

silvia disse...

Difícil comentar... preciso refletir mais...tudo o que vc escreve é inquietante, às vezes claro, às vezes enigmático, sempre atípico... por isso adoro vc! bjos