"Um corpo sem alma é como um disco de vinil que não toca ..."

"O jornalista fere no peito o escritor. O escritor repele o jornalista, por esmagá-lo, por obrigá-lo a renascer quase sempre de um mesmo patamar. Feliz daquele que, nesse embate, consegue servir, e bem, aos seus dois senhores..."

Política. Música. Música. Vida. Rock. Cinema. Cultura.

quarta-feira, 16 de agosto de 2006

Vou tacar pedra em vc!


Talvez eu passe ainda vários dias na janela esperando vc passar
só pra te tacar uma pedra!

Credo!!!
Éééé.

Mas daí vc olha pra cima e eu te mando um beijo estalado lá do alto!
E aí vc vem buscá-lo de vestido azul
(Ah se vcs soubessem como ficam lindas de vestidos de verão)

E aí a gente pega a câmera e fica pirando nas milhares de fotos
E pega e põe um vinil pra tocar na radiola...

Vira lá o disco meu bem?
Viro, mas só se vc tirar minha roupa!

14 comentários:

maiara disse...

muito obrigada Gabriel pelo comentário estimulante sobre meu poema.

ah, e é muito útil saber que ficamos lindas de vestido de verão: assim, poderemos abandonar a hesitação e colocar logo aqueles vestidinhos leves q nos deixam confortáveis hehehehe Beijos

Cristiano Contreiras disse...

hahahaaha!
safadezas desconexas do cotidiano, rs

Bel disse...

Adoro seus finais, Gabriel! Surpreendentes e, por isso mesmo, tão engraçados. Não são cômicos, são inusitados. Acho isso superlegal nos seus textos!

silvia disse...

Q lindo! Simples, profundo! E realmente, tacar pedra pode ser um ato de carinho extremo! "Ei, olha pra mim, me escuta... olha, olha... PÁ! Pedrada seguida de um beijinho no ar! Vale tudo pra fazer as pessoas perceberem o quanto desejamos mostrar que elas são especiais, ainda que com uma pedradinha inocente..rsrs... bem fofo! Adorei! Bjãoo

Pati Barbie disse...

Que amável. Apesar do ato de tocar pedras... As pedras servem para chamar a atenção.
Um beijo

§uzana disse...

ligeiramente violento, vc, ñ?
mas se a moça ñ liga, quem sou eu pra reclamar!rs
gostei de vc ter se identificado... ñ fico feliz com o tipo de situação que descrevi... alí suas pedras seriam bem-vindas!!!
bjx

disse...

rs, que legal!
Tbm fiquei feliz com a agradabilidade dos vestidinhos, posto que sou uma adépita de tal conforto flutuante (óh!)

E muito bonitinho. Alguém esperando vc passar ouvindo um som na vitrola. Super romântico. Inclusive a parte do "tire a roupa!"... só faltou um "sua potraaaanca!" rsrsrs, tô brincando, achei bonitinho mesmo.

um beijo!

disse...

Ah, e ow! seu blog tá muito legal! cheio de figuras e firulas e tal.. paguei um pau! =)

Sara Lemes disse...

q isso, hein... Viagem total, ou será q eu to viajando???
Mas concordei c a opinião da Silvia...

Voltei p o mundo dos blogs...

Gabriel Ruiz disse...

Po! Obrigados, sobretudo a Bel, Sílvia, Ju e Maiara!

beijos moças!

Clarice disse...

Gabriel, nunca deixes o lápis esquecido para que tua palavras não se percam.
Vir aqui foi um presente de várias páginas, que terei de desembrulhar devagarinho e com tempo.
Muito para gostar.
Por enquanto fica com meu abraço amigo

Fernanda disse...

Mas sendo desse jeito, quem não atenderia ao seu pedido???? Beijos

Júlia Dantas disse...

vestidos azuis de verão são massa! ehehehe

mas em noites quentes o melhor a se fazer, realmente, é tirar a roupa. rs

beijocas

Morganna disse...

Adorei o novo visual do blog lá em cima!
;****
Beijo.