"Um corpo sem alma é como um disco de vinil que não toca ..."

"O jornalista fere no peito o escritor. O escritor repele o jornalista, por esmagá-lo, por obrigá-lo a renascer quase sempre de um mesmo patamar. Feliz daquele que, nesse embate, consegue servir, e bem, aos seus dois senhores..."

Política. Música. Música. Vida. Rock. Cinema. Cultura.

domingo, 23 de setembro de 2007

Transcende

Dessa vez a pergunta não é "quem tem seda", como diria D2 nos tempos de letras boas e inteligentes ao lado de B-Negão, mas sim:

De que planeta que o Lirinha desceu?

Ele não é de Arco-Verde-Pernambuco. É do mundo. Se pá aquela coisa que o Jorge Mautner vive dizendo: que o brasileiro tem a amálgama, a miscigenação do planeta absorvida, tudo junto, feito um mix.

Se vc desconhece o Cordel do Fogo, nem tente ouvir, vá vê-los no palco. Depois vc me conta.

-------

PS. Ainda tentando entender e digerir o que se passou no palco.

Um comentário:

uma pessoa na multidão disse...

Aaah você foi no show do Cordel!
Bom, eu sou suspeita pra falar, o Lirinha é de outro mundo sim e eu adoro! Experiência boa! ahahaha

então, agora já foi o Pan e o contrato tá lá... infelizmente. Mas mesmo assim enquanto tava rolando uo Pan, saiu uma matéria no Globo falando o porquê que mais da metade dos voluntários desistiram de trabalhar... aquele lanchinho medonho que eles achavam que sustentava alguém por 6, 8 horas... aff.
bjo!!