"Um corpo sem alma é como um disco de vinil que não toca ..."

"O jornalista fere no peito o escritor. O escritor repele o jornalista, por esmagá-lo, por obrigá-lo a renascer quase sempre de um mesmo patamar. Feliz daquele que, nesse embate, consegue servir, e bem, aos seus dois senhores..."

Política. Música. Música. Vida. Rock. Cinema. Cultura.

terça-feira, 30 de maio de 2006

Junta tudo numa coisa só porra!

“Quero você inteira e minha metade de volta” – Fernando Anitelli

Quero o gosto limpo das frutas do pé
Não quero lavá-las. Quero comê-las ali mesmo.

Quero me embriagar da alma sua
Me embebedar da sua boca

Não quero que chegue a hora de ir embora
Quero ir lá com vc, seja lá onde for que vc vá

Quero girar e girar e cair bêbado e que vc esteja perto
Para me dar banho quando eu em casa chegar

Quero respirar teus pelos íntimos
Respirar o cheiro da sua fronha pra me lembrar do cheiro dos teus cachos inexistentes

Não te darei presentes para que se lembre de mim
Mas porque gosto de presentear quem eu quero ver feliz

Quero ir pra laje ver as estrelas e sentir esse vento frio
E observar o teu calmo olhar com a paixão dos “poetas que se suicidam...”

Quero ir lá. Mas só se vc estiver lá para me acompanhar
Pra gente se juntar numa coisa só.

E que esse tempo que hora passa rápido, que hora voa e que hora vaga
Desapareça e construamos nós mesmos o nosso tempo.

10 comentários:

Na Tamaio disse...

Ah, meu Deus! e você pergunta por que a gente diz que você é fofo, Gabriel? Você é fofo! E pronto! Vai ler o que você escreve, vai!

Vanessa Russell disse...

caralho... aqui vamos nós..
Bem.. eu li o post e entrei no site para procurar a letra que eu não me lembrava de ter escutado (eu comprei o cd... EHHHHHH). procurei, procurei... será possível? não havia essa letra. Puxa... será que o Gabriel escreveu isso? Acho que sim!
Caralho, velho! Tem vezes que a gente se pergunta Por que é que não se junta tudo numa coisa só!!! Por quê?!
linda a poesia! Não sabia que tinha vocação para poeta!!!!
Beijos!

Vanessa Russell disse...

Só mais uma coisa!
Mágico isso de construir nosso próprio tempo! Se não me falha a memória, Santo Agostinho disse que o tempo não pode ser o mesmo para todas as pessoas. Certamente o tempo dos amantes não o são!

Sara Lemes disse...

Perfeito...

Nenhuma outra palavra para dizer...

Silvinha disse...

Faço minhas as palavras da Nat... fofo, fofo, fofo!!!

Maiara disse...

Oi Gabriel,

fiquei surpresa com a indicação para o grupo de mail;
que bom que gostou do texto, fiquei me perguntando se não teria exagerado na dose, mas, afinal de contas, era essa a intenção! hehehe Podemos nos conhecer, certamente.
E estou dando uma boa lida no seu blog.
See you,
Maiara

Catita disse...

"não quero que chegue a hora de ir embora"

pois é, gá!
também não quero. nuncanuncanunca.
vc pode dizer pro nosso amigo não ir embora jamais? pq eu vou sofrer... horrores!
aiaiai!

e gá! continua escrevendo assim que um dia vou na saraiva mega store pra vc assinar um livro meu!

besos besos

TE AMO

Claudinha disse...

Não é fácil ser um só, não é fácil juntar tudo, mas que é gostoso, ah isso é! Beijo moço!

Lígia Aguilhar disse...

Gabriel, Gabriel, vc tá f...hein amigo! Que lindo isso que vc escreveu...perfeito! Bjs!

disse...

nossa, muito bom!

como a outra garota, eu também fiquei procurando quem era o autor do poema, até me dar conta de que foi você mesmo quem escreveu.
bem ainda não nos conhecemos, só por Orkut e blogs, mas já vi que você é um garoto que tem muito a dizer - e o faz de forma bonita e sincera.

Gabriel, prazer!