"Um corpo sem alma é como um disco de vinil que não toca ..."

"O jornalista fere no peito o escritor. O escritor repele o jornalista, por esmagá-lo, por obrigá-lo a renascer quase sempre de um mesmo patamar. Feliz daquele que, nesse embate, consegue servir, e bem, aos seus dois senhores..."

Política. Música. Música. Vida. Rock. Cinema. Cultura.

segunda-feira, 20 de agosto de 2007

Já ouviu falar de Spoon?

Novo disco do Spoon - a começar pela composição da capa, álbum consagrará como uma das melhores underground da década


É uma banda dos anos 2000, de quatro músicos do Texas. Dos anos 2000 porque foi a partir da década que o som deles ganhou a "cara", a sonoridade curiosa que hoje tem.
Dizem por aí que é indie rock, mas de indie só tem aquela atitude inicial de recorrer a gravadoras independentes (e por isso indie) para fazer o seu som. Nada a ver (pra quem manja ou gosta) com Franz Ferdinand ou Strokes.


Fazia tempo que não conhecia uma banda que desse vontade de ouvir sempre. A última foi outra norte americana: Bellrays.
O último trabalho do Spoon é recente, de 2007 e foi por ele que conheci o grupo, o disco
Ga ga ga ga ga. É um álbum bacana, mas o anterior (Gimme Fiction, de 2005) é ainda melhor. A pegada da banda é produzir bases melódicas e inventar em cima delas, por meio de efeitos, jams e pianos. É rock, nada de inovador, a não ser efeitos e ruídos colocados nas músicas inteligentemente, chega a lembrar o que o John Ulhoa faz no Pato FU. Éééé. O forte também são as passagens de uma faixa para outra e conversas de estúdio que dão a impressão de que a banda está tocando ali no outro cômodo.


É uma dica. O clipe abaixo (The Underdog - faixa do ga ga ga ga ga) é muito legal, prende a atenção; dá pra sacar, entre outros, donde vem os sons que a gente não sabe definir muito bem o que é. Digam o que acharam. Acho que o amigo Daltão vai gostar bastante.



ótimo início de semana para todos.


[the bellrays]

3 comentários:

Rodolfo Brandão disse...

Cara, sou meio suspeito p falar de Indie, o lance sobre seu comentário fico muito bem bolado, pra não dizer redondíssimo. Fruto de sua cada vez mais sensibilidade para descobrir e ouvir sons dos bons.

Brother - só queria que você gostasse tanto de meio anbiente quanto eu gosto de rock.

Sou fã dos dois. Como já te disse, agente tem assumir nossas posturas sobre asuntos que nos convem. Este ano adotei três. Dos quais, dois eu sempre estou escrevendo e pesquisando.

Meio anbiente - America Latina. Você sabe né cara ainda luto para que os brazucas entendam que a america latina possui uma diversidade gigantestca de cultura. Acho que só isso já é merece um pouco de admiração por nós que temos nossas conscincências bem calibradas.

Ainda espero ver um texto seus sobre estes temas.

Assim como prometo que vo escreve algo sobre música com mais qualidade.

Daniel Faria disse...

ei, cadê meus créditos? :)
belo texto!

GABRIEL RUIZ disse...

Pq créditos Daniel, não entendi?